O que é o SEO, qual a sua importância e potencialidades?

 

 

Para muitas pessoas, e à primeira vista, estas três letras podem parecer um ‘bicho de sete cabeças’, mas na verdade não o são. E é esse mito que queremos desfazer com este artigo.

Na prática, para que um site ou blog chegue aos primeiros resultados de um motor de busca é fundamental apostar num trabalho de Search Engine Optimization (SEO).

De acordo com o influenciador e especialista em Marketing Digital Neil Patel, o SEO ‘É um conjunto de técnicas que procuram melhorar a visibilidade de um site em motores de busca como o Google, gerando aumento de tráfego, bons rankings orgânicos (não pagos) e autoridade.’

Existem três elementos fundamentais no processo de SEO:

  1. A pessoa que otimize um site
  2. Os motores de busca (sendo o Google o mais importante)
  3. O próprio utilizador (que é quem faz a pesquisa)

Existe uma fórmula perfeita que todos procuram e que pode ser conseguida através do SEO: 

Conteúdo de qualidade + Conteúdo otimizado = Mais Visitantes

Ou seja, o fundamental é pensar no utilizador final de um site. Se a sua experiência for boa, ele vai ler o artigo até ao fim, vai desejar comprar o nosso produto ou serviço. Assim sendo, é substancialmente o conteúdo que vai trazer confiança ao utilizador.

No fim de contas:

 SEO = Tornar um site mais apelativo aos motores de busca

E um site torna-se automaticamente mais apelativo aos motores de busca se usar, por exemplo, as palavras-chave certas num determinado artigo, ou se adicionar uma legenda em cada imagem que coloca no site – o texto alternativo (Alt Text). Essa descrição mais detalhada da imagem, assim como as palavras-chave, vão informar que imagem é essa aos ‘robôs’ do Google.

Esta é a grande vantagem do SEO: a melhoria do posicionamento nos resultados orgânicos de pesquisa, o que consequentemente fará com que um site receba mais tráfego, gerando mais leads e mais vendas (quando estas se aplicam).

 

Como funciona o SEO?

 

O SEO é organizado mediante três grandes pilares:

  • Técnico

Todos os aspetos técnicos que permitem ao Google indexar da melhor forma possível um site

  • Experiência do Utilizador

Importa aqui se o utilizador encontrou ou não a informação que queria, se interagiu bem com a página, se partilhou, quanto tempo demorou na página, se entrou e voltou para a pesquisa, entre outros pontos.

  • Palavras-chave

As keywords que o site apresenta sobre o tema que o utilizador pesquisou e as keywords nas quais um site deve investir para aparecer no Google.

Além disso, podemos dizer que, em termos de factores que afetam a posição de uma página nos motores de pesquisa, o SEO se divide em duas vertentes: On-page SEO e Off-page SEO. No primeiro caso, trata-se de toda a otimização de SEO realizada dentro de um site, no segundo, a otimização de SEO que acontece fora dele.

 

 On-page SEO

Diretamente relacionados com a estrutura do site e dos seus conteúdos. Esses factores determinam como os motores de busca entendem o conteúdo de um site, a sua relevância e semântica. São eles:

  1. Título das páginas
  2. Metadescrição
  3. Endereços URL amigáveis
  4. Atributos de título e Texto Alternativo em imagens
  5. Tags de cabeçalho
  6. Utilização de palavra-chave
  7. Qualidade do conteúdo
  8. Tempo de carregamento das páginas
  9. Design Responsive

 

Off-page SEO

Estão relacionados com os processos de link building, redes sociais, entre outras coisas. Estes só conseguimos controlar indiretamente.  São eles:

  • Autoridade (do domínio e de página)
  • Link Building (Infográficos, Artigos com listas, Guest Posts, Press Releases e assessoria de imprensa)
  • Sinais Sociais (todo o tipo de interação nas principais redes sociais – gostos, partilhas e comentários)

 

Top 5 das métricas a ter em conta em SEO

Há muitas métricas que deve ter em conta para que o seu website esteja otimizado para os motores de busca, no entanto estas são 5 das principais que deve monitorizar e otimizar.

 

Domain Authority

Domain authority do Facebook

 

O Domain Authority é uma ferramenta criada pela Moz que mede, numa escala de 1 a 100, a autoridade de um website ou página web. Ou seja, a possibilidade de um website ou página se apresentar nos primeiros resultados de uma pesquisa nos motores de pesquisa.

É importante haver uma métrica, mensurável, que nos ajude a perceber como é que um site está em termos de rank, assim, esta métrica permite perceber qual o rank do seu site, podendo assim comparar com os da concorrência. E este é o ponto essencial do Domain Authority. As métricas apresentadas não são valores exatos e não há um valor certo ou errado, o importante, e até a maneira correta de usar o Domain Authority, é para comparar com os sites da concorrência e otimizar o seu website para que tenha um valor mais alto.

Utilizando esta métrica é possível otimizar o seu website para que tenha um valor mais alto. Seja através da otimização mobile responsiva, uma melhor experiência dos utilizadores ou algum tipo de otimização técnica.

 

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico, tal como o nome diz, é todo o tráfego (visitas) que chega ao seu website, organicamente, através dos motores de pesquisa. O objetivo final de uma boa otimização de SEO é para que um website tenha o máximo de tráfego orgânico possível.

É uma das métricas mais importantes a ter em conta por duas grandes razões:

  • Ter a noção da quantidade de tráfego orgânico que o website está a ter pois é um bom indicador (embora não o único) de que estamos a fazer uma boa otimização em termos de SEO;
  • Quanto mais tráfego um website tiver, mais oportunidades há de gerar conversões, sejam elas vendas, emails, contactos, etc.

 

Ranking das Keywords

As keywords, ou palavras-chave, são as palavras que os utilizadores usam para pesquisar algo nos motores de pesquisa. É importante saber quais as keywords que quer usar para cada página do seu site para poder fazer a melhor otimização possível para cada delas. 

Assim, é importante perceber qual o rank do seu website para cada uma delas ou para o conjuntos de keywords. Cada página ou artigo tem de estar otimizado para certas keywords, que têm de estar ligadas ao conteúdo dessa página ou artigo e esse conteúdo, por sua vez tem de estar otimizado para as keywords definidas.

Ao analisar o ranking do seu website para cada keyword, consegue ter uma ideia se precisa de otimizar mais a página ou se, idealmente, já não é necessário pois, para essa keyword, ou conjunto de keywords, a sua página aparece em primeiro lugar nas pesquisas.

 

CTR – Click Through Rate

Exemplo de uma click trough rate

 

O CTR (Click Through Rate) é uma métrica que mostra a percentagem média de pessoas que clicam no link do seu site ou página após o verem nos resultados do motor de pesquisa.

É importante porque, sabendo que o site apareceu na pesquisa, esta métrica permite perceber quantas pessoas clicaram no link, ou seja, após verem a informação no motor de pesquisa, permite saber se tiveram interesse em clicar.

Se a percentagem for baixa significa que o conteúdo apresentado não é apelativo ou que as pessoas não o acharam suficientemente relevante para clicar e passaram à frente. Isto ajuda-lhe para poder otimizar os seus títulos e descrições de modo a que aumentem a CTR.

 

Bounce Rate

A Bounce Rate é uma métrica que mostra a quantidade de sessões únicas de uma página, ou seja, a quantidade de pessoas que saíram de uma determinada página sem terem tomado mais nenhuma ação (como por exemplo, ir para outra página do website, inscreverem-se numa newsletter, contactar, etc). 

Esta é uma métrica que varia muito com o tipo de website e página que estamos a analizar. Há certas páginas em que uma bounce rate alta é preocupante, outras em que apenas serve de aviso para otimizarmos a página para certos objetivos, e outras em que ter uma percentagem alta não é preocupante.

Exemplo: uma percentagem alta de bounce rate numa página de checkout de uma loja é preocupante e um sinal de que devemos tentar perceber o que impede as pessoas de realizarem o checkout e otimizar esse processo. No entanto, uma percentagem alta numa página de contactos já não é tão alarmante porque o mais provável é que os visitantes tenham chegado a essa página e contactado (no entanto é sempre necessário confirmar isso utilizando todas as métricas).

 

Top 5 ferramentas que pode utilizar em SEO

Como sabemos, qualquer estratégia de marketing digital deve ter em conta SEO, e é nesse sentido que deve ter sempre em conta, ferramentas que o ajudem a otimizar os seus resultados. Em seguida, apresentamos 5 ferramentas que pode utilizar para otimizar o seu conteúdo.

 

Google Search Console

Dashboard da google search console

 

Para muitos, o Google Search Console é a melhor ferramenta de monitorização de SEO, pois ajuda o utilizador a perceber como é que o seu site aparece nos resultados apresentados pelo Google. Explicando de outra forma, o Google Search Console, permite-lhe perceber como chegou ao ranking do Google e quais as keywords que utilizou que lhe permitiram os primeiros lugares.

Esta ferramenta ajuda o utilizador a analisar as keywords que o estão a ajudar a posicionar-se no ranking do Google, ou seja, as keywords mais procuradas e que geram a maior parte do seu tráfego. De forma a ter uma melhor optimização, pode identificar quais as páginas web para as quais as keywords que utiliza geram o tráfego, e comparar o seu título aos que lhe aparecem nos primeiros lugares do ranking. Assim, poderá otimizar o título do seu artigo/conteúdo ao criar curiosidade no leitor, torná-lo mais apelativo, e conseguir mais cliques.

 

Ubersuggest

 

Dashboard do Ubersuggest

 

 

Um dos objetivos do SEO é conseguir arranjar um leque de boas keywords, de forma a conseguir posicionar bem um conteúdo na web. Desta forma, a Ubersuggest pode ser uma ferramenta útil, uma vez que permite encontrar um variado número de keywords. No fundo, quanto mais keywords utilizarmos que estejam de acordo com o nosso objetivo, maiores serão as oportunidades de criar tráfego para o conteúdo pretendido.

Ao longo do tempo e, tendo em conta experiências com o desenvolvimento de conteúdos anteriores, consegue perceber-se quais as keywords que permitem o posicionamento nos primeiros lugares nas pesquisas do Google, sendo essas mesmas palavras que devem ser colocadas no Ubersuggest.

Após colocar essas keywords nesta plataforma, ela irá mostrar-lhe todas as versões long tail, ou seja, frases de três ou mais palavras. Ao utilizar essas long tail no seu conteúdo, a página que já está no ranking para marketing, percebe que rapidamente conseguirá atingir o ranking para todos os terms long tail. Ou seja, vamos imaginar que a keyword que nos permite aparecer no ranking do Google é “Marketing”. O que o Ubersuggest nos vai apresentar são keywords relacionadas com a palavra marketing, como por exemplo “marketing agency”, “marketing jobs”, “marketing definition”, “marketing strategy”, “marketing manager salary”, “marketing research” e são essas mesmas keywords que deve integrar no conteúdo do seu artigo. De qualquer forma, a ideia não é adicionar demasiadas keywords relacionadas com o tema, é extremamente importante que sejam keywords que façam sentido e se adaptem na página ou artigo. Ou seja, ainda que por vezes, apenas as keywords mencionadas possam funcionar sozinhas, outras vezes é necessário alargar o conteúdo de forma a que o mesmo faça sentido.  

 

Buzzsumo

Quem escreve, sabe que nem sempre é fácil criar conteúdo apelativo aos leitores. Quando escrevemos um artigo, pretendemos que o mesmo capte a atenção, crie curiosidade no leitor e que o leve a dedicar tempo de leitura sobre o mesmo. Nos dias que correm, a informação disponível na internet é imensa, pelo que alguém já escreveu sobre determinado tema, dificultando assim a exclusividade de informação. É aqui que entra o Buzzsumo. O Buzzumo é uma ferramenta que permite inserir keywords sobre determinado assunto, e mostra-lhe todos os artigos que tiveram um bom desempenho e se tornaram populares dentro desse mesmo assunto. A ideia de consultar a ferramenta Buzzsumo não é mais do que poder ter uma noção do que o público gosta ou não, de ler.

Como é que o Buzzsumo percebe quais os artigos/assuntos pelos quais os leitores mais se interessam? O Buzzsumo tem em conta o número de partilhas que foram efetuadas nas redes sociais como o Facebook, Linkedin ou Twitter. No seguimento desta lógica, quanto mais partilhas tiver um artigo nas redes sociais, o Buzzsumo vai considerar esse mesmo conteúdo como apelativo e interessante para o leitor.

Ao criar conteúdo, sobre determinada área, semelhante ao que lhe é sugerido pelo Buzzsumo, poderá conseguir ter um bom desempenho na web.

 

Keywords Everywhere

A ferramenta Keywords Everywhere é uma extensão gratuita do navegador Chrome que não só nos mostra palavras relacionadas com as pesquisas que fazemos no Google, como também o volume de procura de todas essas keywords.

Através da utilização desta ferramenta, quando fazemos algumas pesquisas no Google, ela vai mostrar-nos outras keywords que poderiam ter sido utilizadas no conteúdo/artigo em questão.

Na imagem abaixo, pode comprovar através das informações destacadas.

 

Keywords everywhere

 

Ahrefs

Ao nível do e-commerce esta ferramenta permite analisar e evidenciar as páginas e secções da página web que precisam de ser revistas e optimizadas para um melhor resultado.

Esta ferramenta faz ainda utilização de um recurso chamado Link Interesect, que permite mostrar-lhe quem está a fazer referência a links dos seus principais concorrentes. Ou seja, pode tirar partido desta ferramenta, pois quem está interessado nos seus concorrentes, pode também interessar-se pelo seu produto/conteúdo, pelo que é importante explorar esta ferramenta.

Ou seja, se entrar em contacto com um site que só faz referência ao link de 1 entre 100 dos nossos concorrentes, então será difícil fazer com que esse mesmo site, faça referência sobre o seu site/conteúdo. No entanto, caso um site faça referência a 50 entre 100 dos seus concorrentes, notamos que existe uma maior abertura por parte desse site, em referenciar outros conteúdos dentro da sua área.

Leia aqui, também, um artigo específico sobre esta ferramenta.

Conclusão

O tráfego de um site é importante para o sucesso comercial de qualquer empresa da era atual da Internet. O SEO veio ajudar a classificar nos motores de busca, tornando qualquer site mais visível. Maior visibilidade é sinónimo de maior procura pela respetiva informação ou serviços.

Portanto, quando trabalhamos com SEO, trabalhamos com a usabilidade, navegabilidade, relevância, arquitetura e hierarquia de conteúdo, além dos factores de ranking, que também temos que ter em consideração.

Primeiro, há que fazer umas pesquisa de palavra-chave antes de escrever um artigo e otimizá-lo, através das tags de título, do uso das palavras-chave e do ajuste da respetiva descrição.

 

Atenção: Apesar de simples, o SEO está em constante mudança. E porquê? Porque o Google está sempre a atualizar os seus algoritmos. Ainda assim, apesar de as atualizações serem muitas e bastante frequentes, nem sempre elas têm um impacto tão grande na estratégia de SEO. É por isso, que o trabalho de SEO é desafiante e dinâmico. Há que ler muito sobre o assunto e de forma contínua.

 

A reter:

  • As palavras-chave são importantes, mas é a intenção por detrás delas que faz a diferença. Ela precisa de estar no título do artigo, no primeiro parágrafo, num dos subtítulos e na conclusão.
  • É importante a utilização de vários links no texto, mas sem exageros. O que os torna relevantes é o facto de serem links de qualidade. Ninguém deseja que um site seja penalizado por ‘spam’.
  • O conteúdo é muito importante, mas isso não significa que os artigos tenham de ter milhares de palavras. Vale mais apostar na qualidade do que na quantidade.
  • Um bom trabalho de SEO poderá aumentar consideravelmente as vendas da sua empresa, o número de páginas visualizadas do seu site ou o número de leads capturados. O melhor de tudo isso é que o tráfego orgânico é gerado de uma forma totalmente gratuita, ainda que haja um custo associado a esse trabalho de posicionamento.

 

SEO é uma maratona e não um sprint!

 

Isto porque, muito do trabalho que realizamos numa estratégia de SEO só produzirá efeitos a médio ou longo prazo. À medida que o site e as suas páginas vão ganhando uma maior autoridade e relevância no entendimento do Google.

Em média, uma boa estratégia de SEO produz resultados entre os seis e os 12 meses. Assim, sendo, se começar hoje, provavelmente os seus resultados começarão a melhorar de forma considerável daqui a meio ano.

Nada melhor que experimentar e ajustar resultados.

Boa sorte!

 

Este artigo foi escrito no âmbito do módulo SEO-SEA do curso de Digital Marketing & Strategy da EDIT, – Disruptive Digital Education por:

André Rodrigues (http://andre-rodrigues.pt/)

Angela Mata (http://angelamata.pt/)

Cíntia Reis (http://cintia-reis.pt/)

Tiago Almeida (http://tiagoreisdealmeida.pt/)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Agência.pt - Agência PONTO pt